17 janeiro 2013

Bancando o tolo


“Diz o insensato no seu coração: Não há Deus” Salmo 14.1



Existem dois tipos de ateu. Aquele que todo mundo conhece, e que talvez até tenha um amigo assim; que diz em alto e bom som: Deus não existe! Que não crê que exista um Deus, criador que cuida de todas as coisas. E o outro tipo de ateu é aquele que diz crer em Deus, até pode cantar música gospel e frequentar os cultos em uma igreja, mas vive como se Deus não existisse! Toma atitudes sem consultar a vontade de Deus, procura conquistar as coisas pela força do seu braço, se preocupa excessivamente como se não houvesse ninguém no controle!

Nesse salmo Davi está falando desse segundo tipo de ateu. Observe o que ele diz: “Diz o insensato NO SEU CORAÇÃO” É alguém que fala que crê em Deus, mas no seu coração não crê.



O INSENSATO

A palavra “insensato” ou “tolo” em hebraico é “nabal”. Você se lembra quem foi Nabal na bíblia? Era o marido de Abigail, um homem “mal em todos os seus tratos”, ninguém conseguia falar com ele, era dono de si mesmo, não prestava contas a ninguém e não se submetia a ninguém, nem mesmo a Davi. O seus servos não conseguiam falar com ele, ninguém o convencia de seus erros; sua esposa estava sempre procurando concertar os problemas que ele causava e em seu coração não tinha temor de Deus. Esse é um retrato de um homem insensato!

Mas a bíblia também nos fala de um exemplo de um homem que em todo o tempo demonstrou ter o Senhor como seu Deus. Esse homem foi José. Ele foi diferente de seus irmãos e seus pais. Jacó (seu pai) só teve o Senhor como seu Deus pessoal depois que lutou com Deus, antes disso se dirigia ao Senhor como “Deus de seus pais”. Mas José desde que a bíblia começa a relatar sua história, aos dezessete anos, ele já servia e temia ao Senhor. Vemos alguns exemplos de José para nossas vidas:

DEIXANDO A INSENSATEZ

a) Temor e obediência a Deus - Gênesis 37.2
José foi um “tipo de Cristo”ou seja, um homem que apontou para Cristo no Antigo testamento, quando Jesus ainda não tinha vindo ao mundo. (Assim como Moisés, a arca de Noé, a escada do sonho de Jacó que simbolizavam Cristo de alguma forma.) José foi como Jesus, enviando à seus irmãos e em tudo foi obediente a seu pai. A obediência e temor a Deus são características de quem tem o Senhor como seu Deus!

b) Satisfação - Gênesis 39.7-9
Quando José estava na casa de Potifar, a sua mulher desejou ter relações com ele. Lembrando que José tinha 17 anos e qualquer adolescente na sua idade (provavelmente com espinhas, se sentindo feio, rejeitado por sua família) se sentiria tentado a aceitar. Mas José não desejou o que o Senhor não havia lhe dado. A insatisfação e murmuração com o que temos ou não, mostra que não temos um Deus.

c) Testemunho - Gênesis 37.20-23
José deu bom testemunho na prisão. Imagine um rapaz novo como José no meio de assassinos e bandidos. Um justo que teme a Deus dá bom testemunho em qualquer lugar. A diferença entre o que não reconhece a Deus e o que O reconhece não é a falta de problemas, mas é o que chamamos de “cosmovisão”, ou seja, a forma como vemos as coisas. Se você crê em Deus vai saber que Ele está cuidando de você em todas as situações. Se José não tivesse sido preso não teria se tornado governador do Egito.

d) Glorificava a Deus Gênesis 41.15-16 e 38
Quando esteve diante do Faraó José não se deixou ser levado por seus elogios, mas levou a atenção a Deus, dando a Ele toda a glória. O homem temente a Deus sabe que a sua força não vem de si mesmo, mas vem do Senhor!

e) Reconheceu o Senhor em todos os seus caminhos Genesis 45.7-8 e 50.20
Por último, José reconheceu o Senhor em tudo o que lhe aconteceu. Seus irmãos temia que ele se vigasse depois de ter se tornado governador do Egito, mas Ele reconheceu que o mal que eles tinham feito foi revertido por Deus em bem. Isso nos faz receber a graça de Deus e agir com graça com nossos irmãos e até com nossos inimigos, pois tudo vem das mãos de Deus, tanto o bem como o mal, e tudo contribui juntamente para o nosso bem.

O conceito que temos de Deus determina nossa forma de viver! Se realmente cremos Nele e temos o Senhor como nosso Deus!


Deus abençoe



Rebeca Oliveira

Um comentário :

Posts relacionados

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...