14 dezembro 2012

Prazer nas fraquezas

"E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo. Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte. " 2 Coríntios 12:9-10




Como assim "prazer nas injúrias"? Prazer? Isso me intrigou por bastante tempo. Uma coisa é aprender com as dificuldades, outra totalmente diferente é sentir prazer nelas. Em outras versões vemos paulo dizendo que "se regozija", "se alegra" e até "folga" nas suas próprias fraquezas.

A razão pela qual este fenômeno um tanto curioso acontecia com o apóstolo Paulo é porque Deus lhe disse que o poder Dele se aperfeiçoa na fraqueza. Aperfeiçoar é uma palavra frequentemente usada com o sentido de melhorar, mas o sentido real da palavra remete a tornar perfeito, o que quer dizer que através das fraquezas Deus faz perfeito o Seu poder em nós. Somente na fraqueza, quando estamos vazios de qualquer auto suficiência, é que Deus pode tornar seres extremamente fracos e imperfeitos até o extremo poder e perfeição que vem Dele.

Deus também falou a Paulo que ao invés de poder e força ele lhe daria graça. essa pode não parecer uma troca justa aos que não conhecem bem a graça, aos orgulhosos e independentes, porque a graça nos humilha, ela nos faz ver quem realmente somos e em oposição, o que o poder de Deus é capaz de fazer em nossa mísera fraqueza. A graça não é apenas um prêmio de consolo, Deus diz que ela é suficiente, ela basta.  Ao invés de força própria Ele nos dá graça. A graça é algo que atinge todas as esferas das nossas vidas, não há nada que a graça não seja capaz de alcançar. Ela nos livra do pecado, nos ensina a ler e a orar, faz nosso louvor aceitável a Deus... precisamos dela desde a salvação até as atitudes mais banais do nosso cotidiano. A graça não apenas 'basta", porque o bastar de Deus ultrapassa qualquer feito do nosso próprio poder, e é por isso que a graça Dele é muito mais eficaz do que a nossa força, e nos vale mais sermos fracos em Deus do que fortes em nós mesmos.

Por tudo isso eu percebi a razão de Paulo se deliciar em suas fraquezas. Em primeiro lugar elas são o único meio pelo qual Deus aperfeiçoa o Seu poder em nós, ou seja, somente os fracos experimentam o poder de Deus, pois os "fortes" estão ocupados se esforçando para alcançarem tudo com seu próprio esforço. Para provar do poder de Deus é necessário ser fraco. Em segundo lugar somente os auto declarados fracos apreciam a a maravilhosa graça de Deus e podem desfrutar dela. Por fim, Paulo se gloria em sua fraquezas, pois elas glorificam a Deus, ele estava extasiado apenas por ser veículo do poder de Deus, mesmo que as custas de dificuldades que não podem se comparar com a glória eterna que Ele tem preparado para nós!

Se é assim, eu quero, como o apóstolo paulo, aprender a não somente suportar minhas aflições, mas ter prazer nelas para que ainda mais se glorie o meu Deus, para que habite o poder de Cristo em mim e para que a Sua graça superabunde!

Deus te abençoe!

Um comentário :

Posts relacionados

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...