28 fevereiro 2013

A importância de ser frágil

"Faze-me conhecer, SENHOR, o meu fim, e a medida dos meus dias qual é, para que eu sinta quanto sou frágil. Eis que fizeste os meus dias como a palmos; o tempo da minha vida é como nada diante de ti; na verdade, todo homem, por mais firme que esteja, é totalmente vaidade. Na verdade, todo homem anda numa vã aparência; na verdade, em vão se inquietam; amontoam riquezas, e não sabem quem as levará. Agora, pois, SENHOR, que espero eu? A minha esperança está em ti. " Salmos 39:4-7



Se existe algo perigoso, é que alguém se apegue demais as coisas deste mundo ou se sinto muito importante. 

Vez ou outra eu sinto algo estranho, como uma reflexão de que nada nesse mundo vale a pena, que todos os esforços que fazemos, de nos casar, de comprar uma casa, arrumar um emprego, criar os filhos... tudo isso parece tão pequeno, tão passageiro, tão frágil. É claro que Deus tem planos para a nossa vivência na Terra, mas será que vale a pena perder tanto tempo com o que vai durar tão pouco perto da eternidade? Parece esforço demais para pouco proveito. Eu percebi que estas reflexões estavam cada vez mais frequentes.

Na última vez que este pensamento veio a minha mente o Senhor me mostrou quão precioso e necessário ele é. Quanto mais ocupados estamos, mais importantes nossos compromissos e afazeres se tornam, e quanto mais importantes os nossos afazeres, mais importantes achamos que somos. "Se eu não fizer isso, hão há quem faça" e de alguma forma nos sentimos intocáveis, inatingíveis, importantes demais. Mas não é isso que o cristianismo representa, ele quer nos mostrar nossa total dependência de Deus em todas coisas e o quão pequenas são as nossas preocupações perto de um Deus tão grande e que controla todas as coisas.

O salmista pede a Deus que não o deixe esquecer de quão frágil ele é. É essencial que tenhamos em mente todos os dias a nossa fragilidade para que possamos conhecer poder de Deus. Isso nos faz humildes e exalta a Deus; isso nos faz aprender a confiar e descansar Nele; isso nos faz perder menos tempo com coisas vãs e filtrar nossas preocupações. Conhecer e admitir a sua condição de criatura é essencial para que a vida faça sentido. Se nada parece fazer sentido talvez seja porque você está procurando sentido na coisa errada. 

Não há como reconhecer a grandeza de Deus sem reconhecer a nossa pequenez. Deus nos fez frágeis para revelar a sua glória. É  necessário se sentir pequeno e frágil, é necessário ter em mente quão passageiras são as coisas ao nosso redor para que possamos fazer como Davi fez, depositar em Deus a nossa esperança, e em fim saber o que vale a pena neste sopro que é a vida!

Deus te abençoe!

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Posts relacionados

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...